in

Automação de Marketing – Será isso assim tão positivo? Ou negativo? [Entenda]

Você já ouviu falar em Automação de Marketing?

Sim, a palavra automação está correta neste caso, é literalmente a automação de diversos processos, como e-mails de agradecimento, e-mails de lembrete de um boleto que irá vencer, e muitas, muitas outras mensagens.

Até pouquíssimos anos, 4 ou 5, se falava muito no marketing humanizado, puxado pelas redes sociais, onde é possível estar em contato direto com seus clientes, conversar via messenger, whatsapp, fazer uma live e literalmente conversar com eles.

Os caminhos foram encurtados, isso deu muito resultado, e como tudo que o humano desenvolve e vê que pode ganhar com isso, ficamos com sede de MAIS resultados, mas como o “humano” é limitado, criou-se bots, criou-se ferramentas de automação, até mesmo algumas bem inteligentes, onde você pode conversar, trocar e-mails e acreditar que alguém está do outro lado.

Nosso debate é, isto é positivo ou negativo?

Automação de Marketing

Fato é: relações humanas nunca serão descartadas, pois a máquina possui limites.
Fato é: as relações digitais são cada vez mais comuns, pois o humano está cada vez mais conectado.

Neste paradoxo, quem vence?

  • O uso do iFood cresce para não precisarmos mais “conversar” com um humano.
  • Você pode chamar e pagar um Uber sem precisa conversar com um humano.

Essa falta de tato nas relações interpessoais, principalmente quando falamos tanto em criar engajamento e empatia com seus clientes, gerar relacionamento para que estes realmente comprem a marca, comprem como fãs, pode estar a caminho de uma relação fria, onde massivamente se comunicam, porém onde há pouca empatia.

Outro paradoxo é que, esta relação superficial cria seres ansiosos, onde ao receberem um e-mail que é 100% personalizado para você, com seus interesses, seu nome, etc… este ser realmente acredita em você!

Apesar dessas relações serem 100% digitais, em algum momento, como dúvidas, reclamações, elogios, etc, será necessário o contato humano, para um atendimento personalizado e exclusivo.
E ai meu caro, se você erra nesse ponto, pode ser um grande tiro no pé.

Seu primeiro nível de contato está automatizado, o primeiro e-mail trocado, a primeira mensagem no chat, e quando o cliente tem dúvida, você não a sana de forma eficaz, faz com que sua reputação caia por água abaixo.

Muitos vão dizer: no final, o que importa é se o cliente comprou ou não, se entrou o dinheiro, então está funcionando.

Bom, isso até pode ser verdade para algumas pessoas, mas pode acreditar, esse tipo de relação não é duradoura, não sobrevive para upsells, para clientes recorrentes.

Aqui nossa opinião é de que a Automação de Marketing é sim positiva, pois faz com que seus leads o conheçam mais profundamente, com e-mails de qualidade, vídeos bem roteirizados, com conteúdos que realmente façam a diferença no dia a dia deste lead, e na sequência, com este lead engajado, com sua audiência engaja, você faça ofertas que vão de encontro com os interesses desta pessoa.

PESSOA, pois nunca podemos esquecer que são pessoas, com interesses, desejos e problemas do outro lado, não um número ou um contato de telefone apenas.

Você concorda com essa posição? Se sim, deixe seu comentário e vamos debater este assunto.

Relações digitais por meio de automações são potencializadas ou prejudicadas?

E para finalizar, FATO é: Automação de Marketing veio para ficar, vai crescer muito ainda, até o ponto de inserir inteligência artificial integrada e realmente trabalhar com personalização de ponta a ponta da comunicação.

Forte abraço.
Filipe Oliveira
CEO da Agência FWD

Vamos trabalhar juntos?




Por que Contratar uma Agência Especialista em Social Media?

O futuro do e-commerce no Brasil: o que esperar deste setor